As peças podem ser conferidas a partir de 27 de maio na Luis Maluf Art Gallery

No dia 27 de maio a Luis Maluf Art Gallery recebe a exposição “Nó” da artista plástica Gasediel. O novo trabalho da artista apresenta uma série de retratos aonde crianças e adolescentes surgem em cenas repletas de fitas e laços emaranhados. A exposição, que conta com 14 obras, ficará na galeria até dia 16 de junho e poderá ser conferida de terça a sábado, das 11h00 às 18h00.

Assim como em suas obras mais recentes, o espectador confronta o ser humano retratado como único, mas também com certa dose de familiaridade, parecendo envolvido em alguma forma de busca, de espera.

As obras de massa corrida, além de óleo e acrílico, se centram novamente no ser humano e seus sentimentos, e revelam uma percepção lúdica e poética, em atmosfera urbana, marca registrada da francesa.

SERVIÇO: EXPOSIÇÃO “NÓ”

Quando: 27 de maio A 16 de junho de 2015
Horário: Terça a sábado: 11h às 18h
Onde: Rua Peixoto Gomide, 1887 T: 11 99344-4238 http://www.luismaluf.com/
Quanto: Gratuito

Sobre a artista

Aos 35 anos, e depois 3 encontros decisivos ela entrevê a possibilidade de se consagrar a algo que sempre lhe parecera impossível: pintar. Pintar, primeiramente em muros… suportes onde cria seus próprios universos. Em 2006, conclui o curso «Peintre en Décor», da Escola de Arte Mural de Versailles, França. Um ano mais tarde, instala-se em um atelier em Versailles. A partir de decorações murais, começa a usar sua criatividade para testar diferentes efeitos e técnicas. “Descomplexada do pincel”, como gosta de descrever a si mesma, lança-se, então, no trabalho de luzes e sombras.  Rompe suas próprias barreiras, ousando em ‘trompe l’oeil’ (ilusão de óptica). As temáticas associadas à rua, ao mundo industrial, às descobertas com o pincel de Klasen, a interpelam. A partir daí, decide pintar sob o pseudônimo de Gasediel. No verão de 2008, a artista é projetada no universo citadino, brutal, metálico de São Paulo, megalópole mundial. Seu trabalho torna-se maduro… o óleo, o acrílico, a colagem e o spray servem de pretexto para sua arte. Com a exposição individual PIX’ART, em 2011, a artista se inspira na arte das ruas paulistanas e no grafite, símbolo essencial da cidade. Na mostra DESVI’ART, em novembro de 2012, realiza releituras de quadros famosos, mixadas com cenas underground. Assim, obras de gênios como Leonardo da Vinci, Velásquez, Manet e Vermeer ganham interferências do street art, com grafites de Zezão, Ozi e até do cult ‘Beco do Batman’.

Na  mostra DESLOC’ART, em novembro de 2013, índios brasileiros surgem em cenas urbanas, tais como galpões abandonados do Brás, galerias de esgoto e em outras paisagens da capital paulistana. Como pano de fundo das telas há interferências de grafites paulistanos e manifestações de arte de rua, que Gasediel gosta de se referir como “tesouros escondidos” que ela encontra pela cidade, e os recria em suas obras.

No projeto 3B em outubro 2014 : a arte de viver a cerveja, a Gasediel ficou convidada para deixar sua arte estampada em bolochas de chopp. Essas 300 cartelas de 4 bolachas foram expostas e vendidas e o beneficio foi doado para uma instituição de caridade.

 

 

 

Share →

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>