foto

 

Psicose é o título de um filme de Hitchcock, um mestre do cinema. Por quatro vezes na minha carreira, ainda tão curta, tive a sorte de poder mergulhar nesse universo tão rico e, ao mesmo tempo, tão perigoso para um ator. Mas sorte mesmo acho que estou tendo agora, num momento que estreio no cinema como ator e co-produtor de um longa e já me vejo participando de um festival tão incrível como o de Cannes.

Estou vivendo uma mistura de encantamento e pânico. Mas não se preocupem, não ficarei psicótico. Trata-se apenas da responsabilidade natural com que encaro meus trabalhos, no máximo algumas noites de insônia.

Comecei minha carreira cedo, conheço o sucesso e reconheço sua fragilidade. Tenho perdido o sono com questões muito objetivas, nada a ver com vaidade, até porque eu sou apenas um dos profissionais que participaram da realização de ISOLADOS.  Estou impressionado é com a força do cinema brasileiro, um lugar novo para mim.

Minha imagem viaja o mundo através das novelas e me orgulho muito disso. Mas não é novidade para ninguém a dificuldade de fazer cinema no Brasil e, logo na primeira vez, em que minha produtora, ESCAMBO, em parceria com a produtora Media Bridge, participa de um trabalho e já ganha essa escala meteórica de repercussão. Eu, um iniciante na produção cinematográfica, já me vejo em Cannes?! Ainda que numa mostra paralela, pronto, perdi o sono!

Nunca tive essa pretensão e tenho consciência da responsabilidade que cairá sobre meus ombros. E não é que na minha frente tem uma pilha de capítulos de um novo trabalho onde finalmente farei um mocinho. Tenho fama de galã, mas demorei 31 anos para fazer um mocinho.

Com a minha perna esquerda estou em Cannes e sou um psicótico, com a direita estou no Nepal gravando o mais centrado e justo dos personagens que já interpretei.

Essa distância entre o Nepal e essa cidade francesa é que preciso ligar, através de um raciocínio lógico que me permita manter sob controle o resultado concreto do meu trabalho. Pronto, mais duas horas de insônia! Tenho que caminhar por esta estrada com segurança, pois se como ator isso já era uma exigência minha, como produtor é uma obrigação. E por isso peço licença a vocês, VOU TENTAR DORMIR. Boa noite!

 

 

Share →

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>